Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correio da Educação

Correio da Educação

O Círculo de Leitores e a Temas e Debates apresentarão

 

Mitos, Mundos e Medos

O céu na poesia portuguesa

da tradição popular ao século xx

 

da autoria de Joaquim Fernandes, no dia 9 de Abril, pelas 18.30 horas, no centro Comercial Dolce Vita no Porto.

 

O livro, com Prefácio de Manuel António Pina, foi apresentado por Salvato Trigo, Reitor da Universidade Fernando Pessoa.


“Joaquim Fernandes conduz o leitor não só ao longo de lugares selectos da presença (mítica, filosófica, científica) das realidades astronómicas na tradição popular e na literatura poética, ingénua ou ‘erudita’, portuguesas mas também ao longo do convulso percurso do conhecimento científico e das rupturas por ele sucessivamente produzidas na nossa percepção do Universo e de nós mesmos. O que, para alguém, como este prefaciador, curioso tanto do Céu como da Poesia, fica no final da viagem é principalmente um estimulante sobressalto acerca das relações (de ‘enlace’ fala Joaquim Fernandes na Introdução) entre a criação poética e a criação científica”.

 

António Manuel Pina, do “Prefácio”.

 

 

“A nossa retrospectiva recupera alguns tópicos de uma mitologia popular enraizada no tempo profundo, pontilhada de superstições, conjuras e ritos associados aos corpos celestes, passando pela descoberta de um novo céu e uma nova astronomia, já reconhecidos, por exemplo, pelo nosso bem informado Camões, na viragem do Renascimento, graças aos trabalhos notáveis de Pedro Nunes; percorremos depois a galeria dos poetas da Arcádia, dos pré-românticos, românticos, simbolistas e demais sensibilidades do século XIX, em retratos ora mais científicos ora mais líricos do firmamento e do céu, para nos determos na atribulada recepção popular ao cometa de Halley, na Primavera de 1910, em Portugal”.

 

Joaquim Fernandes, da “Introdução”.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.