Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correio da Educação

Correio da Educação

Algumas das alterações propostas pelo Ministério da Educação e Ciência aos concursos de professores estão a ser contestadas por docentes e sindicatos. Um dos aspetos mais polémicos é a possibilidade de os docentes de escolas privadas com contratos de associação poderem concorrer em pé de igualdade a lugares de quadro com professores contratados do público. Muitos docentes temem ser ultrapassados, uma vez que, para ser primeira prioridade no concurso, passa a ser preciso ter dado aulas "com horário anual e completo em quatro dos seis anos letivos" anteriores. (CM)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.