Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correio da Educação

Correio da Educação

* Jaime Carvalho e Silva



A Comissão Internacional de Instrução Matemática-ICMI, a maior organização internacional de ensino da matemática do mundo, que agrupa mais de 80 países, lançou em Julho um novo estudo intitulado Teaching Statistics in School Mathematics: Challenges for Teaching and Teacher Education (em português: O Ensino da Estatística na Matemática Escolar: Desafios para o ensino e a formação de professores). Neste estudo, o 18.º promovido pelo ICMI, são analisados os principais desafios que o ensino desta área da matemática coloca nos dias de hoje.

Primeiramente é analisada a importância da lecionação deste tema. O estudo do ICMI considera que no mundo atual os alunos necessitam de competências cada vez mais fortes em todas as áreas quantitativas da sociedade moderna, incluindo uma sólida compreensão da estatística.
Essa situação é crescentemente aceite a nível internacional pelo que, em muitos países, o tema é atualmente ensinado em todos os níveis de escolaridade, incluindo o ensino primário.

Mas, segundo o estudo, «muitos professores não se consideram bem preparados para ensinar estatística nem para enfrentar as dificuldades dos seus alunos.» Por um lado os professores tiveram pouca ou nenhuma formação de estatística na sua formação inicial, e por outro lado a estatística levanta dificuldades específicas que não aparecem tão marcadamente noutras áreas da matemática. A discussão e a interpretação aparecem ligados a quase todos os problemas de estatística, ao contrário das outras áreas.

Este Estudo ICMI n.º 18 é um livro inovador que sintetiza as opiniões dos melhores especialistas ligados ao ICMI, mas também dos especialistas ligados a outra organização que colaborou no estudo, a Associação Internacional para a Educação Estatística (IASE). É assim um guia útil para os professores, para aqueles que formam professores e para os decisores políticos.

O estudo reconhece que «há pouca investigação relacionada com o conhecimento pedagógico do conteúdo de estatística que os professores devem ter, e a que há disponível sugere que este conhecimento é fraco», pelo que é preciso desenvolver a investigação didática que englobe o ensino da estatística desde o ensino primário até ao ensino superior. Além disso é clara a necessidade de aumentar a formação contínua de professores na área da estatística.

No nosso país é recente a introdução do ensino da estatística no ensino primário (1.º ciclo do ensino básico) pelo que os problemas detetados a nível internacional serão certamente os mesmos que entre nós. A formação inicial dos professores do 1.º e 2.º ciclo do ensino básico pode não incluir nada de estatística e estes professores podem mesmo nem ter estudado matemática no seu próprio ensino secundário. A formação contínua afigura-se então premente entre nós.

O estudo recomenda o aproveitamento das atividades de divulgação dos «institutos estatísticos nacionais». Efetivamente, existe em Portugal uma tal iniciativa, da responsabilidade do Instituto Nacional de Estatística-INE. O ALEA - Ação Local Estatística Aplicada é uma excelente fonte de ideias para usar na sala de aula e pode ser consultado em www.alea.pt. Recomendo pois a todos os interessados a leitura do livro Teaching Statistics in School Mathematics (New ICMI Study Series, Vol. 14, Springer, 2011).



* Departamento de Matemática da Universidade de Coimbra

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.